sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Adversidades


Todas as relações passam por provações. Umas mais. Umas muito menos. Mas em todas uma coisa é comum - quando deixamos de ter aquilo que sempre tivemos, damos valor. Às vezes só sabemos o quanto amamos quando perdemos alguém, quando não temos alguém por perto, ou quando deixamos escapar a felicidade para alguém.

Somos Seres tão centrados em nós mesmos, que nem reparamos que a pessoa, o amigo, o familiar que temos ao lado nos faz tanta falta.

É por isso, que em qualquer situação devemos seguir sempre o coração, não o negar, não deixar de dizer um gosto de ti, ou um tímido amo-te. Não deixar de dizer fazes-me falta ou preciso de ti.

Não deixar de dar um beijo quando é o que mais se quer e mais se sente. Ou deixar de o dar quando sabemos que é por puro egoísmo.

Só quando não temos, queremos. Foi sempre assim, e sempre assim será.

Isto tudo devido aos últimos acontecimentos do programa secret story. É de salientar que nós não vemos aquilo. De todo! Nem sequer as 24 horas por dia. Mas temos a sorte de quando tal surge na nossa tv depararmo-nos com imagens de uma missão que separa um casal que, até então, tinham por parte de todos a opinião de que nem de longe nem de perto se amavam.

by C.

3 comentários:

Ana disse...

Eu gosto dela, gosto deles, costumo ver aquele extra que dá à meia-noite. E acho que eles gostam um do outro sim, só que ela tem um feitio difícil.

Eu também tenho e por isso sei que, mesmo que possa não parecer aos olhos dos outros, eu amo o meu namorado. Só que ralho é muito...

EK disse...

Nem sei de que programa estás a falar.

Mas sobre o tema do texto, com a idade, invariavelmente, vamos melhorando essas capacidades.

Anónimo disse...

não creio que haja amor aí no meio... nã.
prima S. da N.