segunda-feira, 23 de novembro de 2009

A Senhora Sinistra


Á pouco, na penumbra da noite, de um modo sinistro apareceu um vulto de uma senhora (julgo), de corte não invejável pela linha das orelhas, num dos andares do prédio em frente...

Nunca vi nada nem ninguém nessa casa até hoje. Além do característico blackout que infesta os prédios desta zona, esta casa em singular tem também um cortinado branco... pois é claro, se fosse um cortinado fucsia, eu nunca me assustaria ao ver um vulto nele... coincidência!!!
Pois bem, estes cortinados juntos não deixam ver nadinha de nada para dentro, nem luz nem pulga, e nunca até hoje tinham sido abertos na minha presença. Mas foram.... e não gostei.

De pernita a abanar, me enfio aqui para assinalar a vida do primeiro vizinho, do qual não tenho interesse, mesmo, mesmo nenhum em acompanhar. Ou se calhar até tenho.... num sei.... desde que não me apareça no meio de uma noite especada atrás do dito cortinado branco. Num gostei pronto!!! Só faltava era em vez de ser uma senhora, ser uma miúda de vestido branco, sem sapatos nos pezinhos e com um urso de peluche que foi á 2º Guerra Mundial meio seguradito na mão... eu não tenho estomago para isto.... a sério que não...mas lá no fundo morro por ver e saber coisas destas.... !

By N.



*a ver vamos se isto por aqui é só boa vizinhança... =)

2 comentários:

STAR disse...

Sinistro Sinistro! Mas até a boa vizinhança tem de ter um mistériozito para dar mais graça 'à coisa' :)

Bjs

Mariana disse...

Gostei do blog :)