terça-feira, 26 de abril de 2011

Quem manduca... não trabuca!

As férias da Páscoa trouxeram calma e tranquilidade. Foram férias de tudo. Literalmente os problemas, as obrigações e tudo o que me assolava a alma também tiraram férias.

Mas finda a boa vida, é tempo de retomar tudo o que para trás ficou e voltar a viver na complexidade desta cidade.

Sim, porque tudo o que de bom e de menos bom vivi... mora aqui.

Voltem férias... estão perdoadas!

By C.

6 comentários:

S* disse...

Gosto de trabalhar mas também gosto de passear. :P

Girls Next Door disse...

Mesmo! Adoro, mas para isso... trabuca :)
beijinhos

Temperance disse...

Ando precisamente com o mesmo pensamento insistente... só quero férias!

Girls Next Door disse...

:)

Johnny disse...

Desde que vos descobri, já lá vai quase um ano, que achei o mote do blog original. Mais do que isso, achei-o interessante, mas nunca consegui compreender muito bem porque é que gostava tanto do blog. Compreendia que certas pessoas, como vocês, podiam ter vizinhos que ultrapassam a esfera do bom dia e boa tarde e que podem surgir relações na vizinhança, mas deve-me ter faltado um exemplo prático comigo. Pensava eu que isso era verdade, até esta semana. O meu vizinho da frente morreu e até agora nunca me tinha apercebido dos laços que criei com ele e com toda a sua família. Não eramos amigos, nada de conversas muito aprofundadas. Mas não eramos meros conhecidos. Ele era uma pessoa cinco estrelas, daquelas pessoas mesmo puras que merecem permanecer cá por muito tempo. Super afável, tinha sempre uma palavra e levantava sempre a mão para me cumprimentar quando passava de carro. A morte dele chocou-me imenso, mais do que a morte de familiares com quem não tive lidação. Eu não o conhecia assim tão bem, mas conhecia-o o suficiente para saber que tipo de pessoa era. É difícil explicar isto. Agora percebo-vos quando dizem que a vossa rua fica mais pobre quando alguém se vai embora. Porque esta semana a minha também ficou. Agora percebo que não nos é nada indiferente o vizinho que nos dá uma palavra ou simples cumprimento, o vizinho que convida para a festa de anos que há lá em casa ou a vizinha que tem sempre um sorriso e que pergunta se está tudo a correr bem.

Desculpem lá, mas precisei mesmo de falar sobre o assunto e achei que este era sítio mais apropriado.

Girls Next Door disse...

Antes de mais quero lamentar o sucedido e desejar a maior das forças, por mais que as palavras não sejam suficientes para aconchegar a alma nessas alturas.
Os vizinhos sao de facto pessoas importantes.. fazem parte do nosso dia e dia, e mesmo aqueles que nao falamos, fazem parte, estao lá do outro lado da janela tds as manhas.. e qd deixam de estar nao é a mesma coisa.
A vida faz-se de rotinas e as vezes ha rotinas boas como o tipico vizinho que cada um de nós está rodeado.

Este blog começou precisamente por causa de um vizinho nosso que teve uma importancia extraordinaria na nossa vida, e mudou-a completamente! Noa imagina o quanto.

Por isso... mais uma vez, força e que passem pela sua vida vizinhos tap encantadores como o que descreveu.

C.