terça-feira, 21 de setembro de 2010

Ao F.

Acho que nunca falei cá do F.

Não falei por duas razoes. Primeiro, porque ele não é vizinho, segundo, e principalmente, porque este blogue nasceu de uma amizade com o vizinho que veste armani. Não podia falar do F. neste blogue. Não fazia sentido.

Quanto muito, faria um blogue com um único post para falar no F., não um post sobre ele aqui. Neste blogue não.

É sempre mais difícil falar de quem nos diz mais, do que de pessoas que ocupam diversos e distintos lugares na nossa vida. Eu sei falar da musica do vizinho do 4ºdireito, da decoração da vizinha da frente, dos cafés loucos na nossa rua, mas não sei falar de quem eu sei falar mais.

Mas hoje tinha de ser! Hoje tinha de falar nele neste ou noutro lado qualquer.

Porque o dia de hoje não era a mesma coisa se ele não estivesse ao "meu lado". Porque, apesar de não estar sempre por perto, apesar de não morar nem aqui nem ali, é o único que mora cá dentro.
E de todas as pessoas que estão mais longe... era ele que em diversos dias queria ter mais perto.

Por isso hoje tinha que vos apresentar o F.

Mesmo que no menos aconselhado lugar, hoje não podia vir a praia sem vos falar do meu mar.

É a ele, e a todas as outras pessoas que tinha que agradecer este dia!

(hum... ninguém me avisou que com o passar dos anos ficamos mais pirosas e lamechas)
by C.

1 comentário:

Temperance disse...

Bonito ;) e não digo mais nada, porque nestas coisas é melhor não falar demais!