segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Oi?


Tenho para mim, que os profissionais da bola não são bons da cabecinha...
Hoje aconteceu-me uma situação que não acho nada nada normal, quer vinda de uma pessoa totalmente livre e disponível, quer (como é o caso) de uma pessoa casada e com filhos, mas numa relação à distancia.
Pois bem... hoje ia eu jantar como habitualmente, ao Centro Comercial que temos bem perto de casa, e eis que sou surpreendia por um vizinho que só conhecia de vista (e que é amigo de grandes amigos e vizinhos nossos).
Ele: "Oi!"

Eu: "Ola..."

Ele: "Esta sozinha?"

Eu: "Ola.. Estou..."

Ele: "Posso acompanhar você?"

Eu: "Desculpa?! Não acho que não..."

Ele:" Mas você não está sozinha?"

Eu: "Estou... "

Ele: "Mas não posso acompanhar você?"

Eu: "Não... desculpa mas não.. nem te conheço..."

Ele: "Então um café pelo menos... mais logo...?!"

Eu: "Desculpa mas hoje não dá... fica para a próxima."

Ele:" Então podemos trocar o numero de telemóvel para marcar um café...?"

Eu: "Não, não vai dar... Nem sequer te conheço para isso... fica para uma próxima está?"

Ele: "Ok... pelo menos o nome... qual é mesmo o teu nome?"

Eu: "Chamo-me C.(ainda dei voltas a cabeça para improvisar um nome falso, mas cedo ou tarde saberia a verdade...)"

Ele (sorri): "Ah C. Prazer..."

Eu: "Prazer... tenho mesmo que ir... vemo-nos por aí."

Isto era tudo muito normal, não fosse ele, um vizinho apenas conhecido de vista, vizinho do lado, casado e com filhos. Por amor de Deus! Mas já não há respeito?
Estes profissionais da bola devem pensar... que o mundo se cinge...a isto!

Nota negativa para a abordagem. E para o vizinho também.


By C.


5 comentários:

Raquel disse...

xiiii, realmente nota muito neg para o vizinho e abordagem.
Mas eu acho que eles fazem isto, porque há mulheres que não se importam e até gostam de ser abordadas assim... enfim... muito mau. Mas isto há de tudo, quase como na farmácia.

Bjs

Girls Next Door disse...

Sem duvida Raquel .Tenho que, para mim a culpa é mesmo das mulheres, porque se nao lhes dessem oportunidade nenhuma eles aprendiam a viver no mundo real. =)

Bjhns

Averell Dalton disse...

e será que no final de contas, lá no fundinho fundinho, não foi um belo massajador de ego? :P

Averell Dalton disse...

e não será que lá no fundinho fundinho não foi um belo massajador de ego??
aposto que se ele dissesse: olá posso te conhecer e tu: Nao! ele: então irmos para a cama tá fora de questão? e tu não esboçasses um sorriso,m se calhar essa conversa tinha um final diferente :P

Girls Next Door disse...

Averell Dalton tenho a dizer que não foi de todo um massajador de ego, muito menos belo, porque as mulheres que gostam deste tipo de abordagem devem ter em mente o que este vizinho tem. E para o ego, graças a deus, não necessito deste tipo de abordagem. Basta-me a mim, e pessoas que tenham bem mais cabecinha e respeito.

cumprimentos.